07 de julho de 2018 - Fonte: G1 - Fotógrafo: Policia Militar/Cedida
Revólver e munições estavam guardadas atrás do guarda-roupas
Ao ser questionado, individuo de 39 anos confessou ser proprietário da arma, sem registro e porte. Ele alegou ainda ter a comprado de um desconhecido pelo valor de R$ 1,5 mil.

Dois homens, de 53 e 39 anos, tio e sobrinho respectivamente, foram presos por posse ilegal de arma, nesta quinta-feira (5), na Vila Brasil, em Adamantina. Segundo informações da Polícia Militar, os agentes foram até a residência do indivíduo mais velho após uma denúncia.

No local, por volta das 18h10, ao ser questionado sobre o fato, o homem de 53 anos confessou que seu sobrinho havia deixado uma caixa para ele guardar, mas não informou sobre o conteúdo da embalagem, ainda conforme a PM.

Ao entrarem na casa, o homem entregou a caixa aos militares, que estava atrás do guarda-roupas. Após consulta, foi constatado que dentro dela havia um revólver de calibre 38, desmuniciado, com numeração raspada acondicionada em um coldre. Além disso, em volta havia um pano e 18 munições intactas.

O homem confirmou que a arma de fogo era de propriedade de seu sobrinho e a polícia se deslocou até a residência do indivíduo para averiguar a informação. Ao chegarem no local, os militares questionaram o suspeito, e o mesmo confessou ser dono do revólver, sem registro e porte. Ele alegou ter comprado a arma de um desconhecido pelo valor de R$ 1,5 mil.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão em flagrante aos dois suspeitos. Eles foram conduzidos à delegacia da Polícia Civil, em Adamantina, onde permaneceram à disposição da Justiça por se tratar de um crime inafiançável, de acordo com a PM.

G1