15 de janeiro de 2019 - Fonte: G1 - Fotógrafo: Ilustrativa

Polícia Civil informou que suspeito, de 31 anos, confessou o crime, cometido em Osvaldo Cruz. Ele foi preso em Três Lagoas (MS).

Um idoso de 86 anos foi sequestrado e morto a pauladas pelo próprio neto, de 31 anos, no sábado (12), em Osvaldo Cruz. Segundo informações da Polícia Civil, o corpo da vítima foi encontrado sob vegetações em uma estrada rural, em Parapuã.

O suspeito foi preso na tarde deste domingo (13) em Três Lagoas (MS).

O delegado responsável pelo caso informou à TV Fronteira que os familiares da vítima registram um boletim de ocorrência no sábado relatando o desaparecimento do idoso.

A polícia apurou, através de depoimentos dos parentes, que o homem havia sido sequestrado pelo próprio neto, morador de Osvaldo Cruz. O autor do crime estava atrás de uma quantia em dinheiro recebida pelo idoso após a venda de um imóvel.

O homem está preso na cadeia de Adamantina.

Ocultação de cadáver
A Polícia Civil recebeu uma denúncia de que o idoso havia desaparecido horas antes, mais precisamente por volta das 23h do sábado, dia 12 de janeiro.

Por meio do relato de uma testemunha, chegou-se a conclusão de que a vítima havia sido sequestrada pelo próprio neto, morador em Osvaldo Cruz. A Polícia Civil, então, representou pela prisão temporária do suspeito, que foi concedida pela Justiça.

Foram realizadas diligências e o suspeito foi preso na tarde deste domingo (13) no Estado do Mato Grosso do Sul. Interrogado, o indivíduo confessou aos policiais que havia matado seu avô e apontou o local exato onde havia ocultado o cadáver.

Na sequência, foi feita varredura no local indicado pelo suspeito e a polícia constatou que a vítima realmente havia sido morta. Seu corpo foi encontrado em uma cava às margens de uma estrada vicinal, coberto por restos de vegetação, em Parapuã. A vítima apresentava ferimentos na cabeça.

O neto foi indiciado pelos crimes de sequestro e homicídio qualificados, bem como ocultação de cadáver.

O veículo utilizado pelo indivíduo, um Hyundai HB20, também foi apreendido.

Os fatos continuam em apuração por meio de inquérito policial instaurado em Osvaldo Cruz.

G1