03 de setembro de 2021 - Fonte: G1 - Fotógrafo: Polícia Militar
Arma foi apreendida pela Polícia Militar
Vítima, de 28 anos, foi atingida de raspão no braço. Arma foi apreendida pela Polícia Militar.

Um homem, de 65 anos, foi preso na noite desta quinta-feira (2) após se envolver em uma briga e atirar com uma arma de fogo em via pública, no Jardim Alvorada, em Junqueirópolis (SP). De acordo com a Polícia Militar, o tiro atingiu "de raspão" um outro homem, de 28 anos, que estava envolvido na discussão com o autor do disparo.

Conforme a polícia, a vítima acionou a equipe e contou que dias atrás havia se envolvido em uma briga com um homem e o filho dele, no entanto, nesta quinta-feira, encontrou com o homem na rua e parou para conversar sobre o que tinha acontecido. Porém, segundo a vítima, o suspeito "sacou uma arma da cintura e apontou em sua direção".

Nesse momento, a polícia disse que a vítima contou que para não ser atingida, saiu correndo, no entanto, o disparo a atingiu de raspão no braço direito.

Em seguida, os policiais foram até a casa do suspeito de efetuar o disparo. Ele foi submetido a busca pessoal, mas nada de ilícito foi encontrado.

O envolvido disse à PM que realmente havia se envolvido em uma briga alguns dias atrás e que desde então passou a andar armado, pois ficou com medo das ameaças da vítima.

O suspeito contou também que nesta quinta-feira, a vítima passou por ele de carro e retornou, vindo "lhe cobrar a briga ocorrida a dias atrás". Ele ainda falou que a vítima foi em sua direção, momento em que ele pegou a arma e efetuou um único disparo.

Depois, de acordo com a polícia, o homem foi até sua casa e jogou sobre o telhado o revólver carregado com seis cartuchos e mais duas munições intactas. A munição deflagrada o suspeito jogou em sua caminhonete.

O local onde estava a arma e as munições foi indicado pelo próprio envolvido, que contou ainda que havia comprado o revólver, de calibre 32, em Campinas (SP).

Diante dos fatos, o homem foi preso por posse irregular de arma de fogo e disparo de arma de fogo. Ele permaneceu à disposição da Justiça.

G1