28 de junho de 2020 - Fonte: G1 - Fotógrafo: Polícia Ambiental
Homens foram flagrados com arma, munições e facas
Homens de 41 e 52 anos foram flagrados em uma fazenda durante a Operação Unidade de Conservação da Polícia Militar Ambiental.

A Polícia Militar Ambiental apreendeu uma arma de fogo, munições e peixes fora do padrão permitido para pesca durante a Operação Unidade de Conservação, em Ouro Verde, nesta sexta-feira (26).

Segundo a corporação, a equipe estava em patrulhamento em uma fazenda, na área coberta pelo Parque Estadual do Rio do Peixe, quando flagrou dois homens, de 41 e 52 anos, pescando. A polícia informou que eles tinham um barco atracado junto ao barranco e estavam acampados logo acima.

Ao perceber a presença da equipe, um dos homens fugiu em direção a um matagal e dispensou uma espingarda calibre 28, que foi localizada pelo policiais.

Em revista ao acampamento, a corporação encontrou seis facas, dez cartuchos de calibre 28, frascos com pólvora, chumbo e espoletas. Dentro do barco foi encontrado um peixe da espécie pintado com 79 cm de comprimento, medida inferior à permitida para captura, que é de 90 cm, e o outro peixe da espécie palmito. Ainda no acampamento, também foi localizado em um balde com 81 tuviras, espinhéis, anzóis de galho, varas com molinete e duas redes de pesca.

Diante das constatações, foi dada voz de prisão em flagrante aos envolvidos por posse ilegal de arma de fogo, sendo conduzidos ao Distrito Policial de Ouro Verde juntamente com todos os materiais apreendidos. Eles permaneceram à disposição da Justiça, já que não foi arbitrada fiança.

A Polícia Ambiental também informou que administrativamente foram lavrados dois Autos de Infração Ambiental por caçar no valor de R$ 1 mil cada e dois Autos de Infração Ambiental por pescar em local não permitido e espécime fora da medida no valor de R$ 1.568,80 para cada um. Ao todo, as multas chegaram a R$ 5.137,60.

Por estar impróprio para o consumo humano, o pescado foi levado para a vala sanitária.

G1