19 de dezembro de 2014 - Fonte: Wikipédia - Fotógrafo: Diversos

Fundação e Gentilico: 08/12/1945 - Dracenense
População: 43.263
Area: 488.044 Km quadrados 
Densidade: 88.65 Hab/Km quadrados
Altitude: 421 Metros
Clima: Tropical
Imagens: André Kuwada, Google e Internet

Cidade de Dracena
 
O nome "Dracena" veio de um concurso organizado pelos desbravadores Irio Spinardi, João Vandramini, Virgílio e Florêncio Fioravanti, fundadores do município. Esse concurso foi organizado em Tupã, a cerca de 120 quilômetros do local.

A versão de sua etimologia faz referência a planta ornamental de mesmo nome, cujas folhas têm a coloração verde e amarela, pertencente à família das liliáceas.  

A fundação de Dracena ocorreu em 8 de dezembro de 1945, quando Irio Spinardi, João Vandramini, Virgílio e Florêncio Fioravanti tomaram uma iniciativa de estabelecer um núcleo na zona da mata, localizada no Oeste Paulista. Nesse dia ocorria uma cerimônia, onde era lançada a pedra fundamental (após o término da construção de um rancho de pau-a-pique) que originou o município.

Essa cerimônia contou com uma grande número de pessoas, com 300 alqueires de gleba, adquirida três meses antes.

Dracena se tornou oficialmente município de São Paulo através da Lei Estadual n.º 233, por meio de uma proposta apresentada pelo deputado estadual Ulisses Guimarães, que o desmembrou de Gracianópolis (atualmente Tupi Paulista). Ao ser desmembrada, o município era composto de três distritos: Dracena, Jaciporã e Ouro Verde.

A instalação oficial ocorreu em 4 de abril de 1949, quando tomava posse o primeiro prefeito do município, Írio Spinardi, um dos fundadores de Dracena, e o primeiro presidente da Câmara de Vereadores, Messias Ferreira da Palma.  

Após o planejamento do município, a gleba passou a ser subdividida em pequenas propriedades, dando melhores oportunidades de aquisição, e houve, ao mesmo tempo, a construção de um hotel a partir de um prédio com dois pavimentos, constituindo assim o povoamento. A construção de uma ferroviária, e de casas e a doação de terras a pequenos proprietários foram os principais motivos que levaram Dracena a um importante progresso, em dezembro de 1948, data de sua fundação.

Cinco anos depois, em 30 de dezembro de 1953, a lei estadual nº 2456 desmembra de Dracena o distrito de Ouro Verde, tornando-se município de São Paulo.

A mesma lei criou o distrito de Jamaica, cuja terra foi desmembrada do distrito de Ouro Verde. Em 1960, Dracena era formada pelos distritos de Dracena, Jaciporã e Jamaica.

A partir daí, o município não sofreu mais nenhuma alteração em seu território.  

A predominância do espaço rural foi e está sendo substituída pelo urbano, para atender às exigências da expansão urbana, dada pelo aumento das atividades produtivas na cidade (indústria, comércio e serviços) e pelo aumento da demanda habitacional, gerado pela concentração populacional.

O limite entre o campo e a cidade está deixando de ser visível e a população do campo vem decrescendo a cada ano.  

Com o crescimento da maioria dos municípios brasileiros, o IBGE dividiu os municípios em microrregiões.

O município pertence à Microrregião de Dracena, que reúne dez municípios. São alguns deles: Dracena, Junqueirópolis, Monte Castelo, Nova Guataporanga. Ouro Verde, Panorama, Paulicéia, Santa Mercedes, São João do Pau-d'Alho e Tupi Paulista. Em 2010 sua população foi estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em cerca de 116 165 habitantes em uma área total de 2 860,996 km².

O Produto Interno Bruto (PIB) per capita médio de R$ 5.632,21 em 2003. Localiza-se na Mesorregião de Presidente Prudente.