11 de dezembro de 2015 - Fonte: Portal do Dog - Fotógrafo: Divulgação

Cegueira, surdez e incontinência urinária são condições comuns na velhice canina. Conheça dicas que você pode seguir para tornar a vida do seu cão mais tranquila

Para um cachorro idoso, os sinais do tempo não são uma fórmula matemática, e assim como em nós humanos, ninguém sabe ao certo quando eles vão chegar. Porém, não se engane, eles irão aparecer mais cedo ou mais tarde.

Pode ser que um dia você perceba que o seu cachorro não está escutando e enxergando tão bem quanto antes, ou que ele simplesmente não está mais tão disposto a se exercitar e agora não vê a hora de tirar uma boa soneca.

Sempre que você perceber que a saúde do seu cão está deteriorando, o primeiro passo é levá-lo ao veterinário. Através de um check-up de rotina, muitas doenças podem ser descobertas ainda em seu estágio inicial, o que aumenta as chances de tratamento.

Nesse momento, o auxílio do dono é crucial para acalmá-lo e auxiliá-lo a atravessar a velhice com o máximo de dignidade e tranquilidade. Mesmo nas doenças que o seu veterinário não pode efetivamente curar, o seu papel ainda é importantíssimo para garantir um ambiente confortável. Lembre que o cachorro dedicou toda a sua vida sendo companheiro e amando-o.

Conheça algumas situações comuns associadas a velhice e o que você pode fazer para amenizar:
 
Cegueira: Manter o ambiente com o mínimo de mudança diminui as chances do seu cão de bater nos lugares e se machucar, já que ele está andando em um local familiar. Fazer uma grande alteração no layout dos móveis pode ser um pesadelo par ao seu cachorro que já está batalhando para se achar.

Há produtos, como os adesivos Tracer, que podem ser bem úteis e através do olfato ajudam o cão a compreender o ambiente. São dois tipos de adesivos com odores especiais: O adesivo de obstáculo (ex.:móveis e paredes) e o adesivo de caminho (ex.: corredores e entradas). Saiba mais sobre o produto AQUI.

Surdez: Para o seu cachorro que não tem escutado tão bem, o contato pode se tornar um problema. Principalmente encontros repentinos podem deixá-lo apavorado, já que ele não previu a chegada da pessoa. Avise a todos que convivem com ele sobre o problema e evite surpreendê-lo.

Com os cães que não são totalmente surdos, você pode bater palmas para chamar sua atenção. Para os que são totalmente surdos, dar uma passada mais forte causa uma vibração no chão que pode ser sentida pelo animal.

Incontinência Urinária: Pode acreditar que a incontinência do seu cão o irrita muito mais do que a você. Leve-o para fazer suas necessidades antes do momento de dormir e sempre deixe a passagem aberta para que ele possa levantar e urinar, já que ele não pode segurar muito.

O uso de tapetes higiênicos e absorventes na cama e fraldas caninas podem ser um auxílio para a situação.

Escrito por Samantha Kelly - Referência: VetStreet via Portal do Dog