07 de janeiro de 2016 - Fonte: Internet - Fotógrafo: Divulgação

Você já se perguntou por que seu cachorro inclina a cabeça para o lado depois de receber uma bronca? Muita gente acha que ele está tentando ser fofo para amolecer o seu coração, mas na realidade, o animal pode estar com dificuldades em ver o rosto do dono.

Tanto os olhos, quanto a boca, são componentes importantes para formar as expressões faciais do ser humano. Como os cachorros possuem uma inteligência emocional elevada, eles conseguem “ler” o rosto para obter informações sobre o estado emocional de qualquer pessoa.

Acontece que o danadinho precisa ver as feições para fazer essa decodificação. E isso pode ser um problema para os cães. Segundo uma pesquisa publicada no site Psychology Today, o focinho do cachorro faz com que ele não consiga ver a parte inferior do rosto humano. Assim, para facilitar a visualização das características faciais de seu dono, ele inclina a cabeça.

Para entender como funciona o mecanismo, basta você colocar seu punho na frente de seu nariz. Desse modo, você tem a noção de como é ter um focinho atrapalhando a sua visão.

A pesquisa foi feita com 582 pessoas. Elas precisaram dizer com que frequência seus cães inclinam a cabeça. Além disso, Stanley Coren, o cientista que conduziu o estudo, perguntou aos participantes qual era a raça dos animais.

Dos entrevistados, 62% disseram que seus animais inclinam a cabeça regularmente. Apenas 52% dos donos de cães com focinhos mais achatados (como pugs e bulldogs) disseram que eles inclinaram a cabeça.

Já 71% dos donos de cachorros com focinhos maiores informaram que os animais inclinam a cabeça com certa frequência.

Foi a partir dessa diferença estatística que Coren concluiu que o cachorro inclina a cabeça devido ao impacto do tamanho do focinho na visão do animal.

A proporção de cães de focinhos achatados que se inclinam ainda é grande. Por isso, o autor acredita que há outro fator que também faz com que eles façam esse movimento.

“Talvez a audição desempenhe um papel nesse caso. Ou ainda, os cães estão realmente tentando parecer fofos”, disse Coren em um artigo sobre a pesquisa. “Esse estudo é um primeiro passo para encontrar a resposta.”

Internet