14 de novembro de 2015 - Fonte: Linkanimal - Fotógrafo: Divulgação

Diferentemente de cachorros, gatos não conseguem demonstrar as suas emoções com expressões faciais.  Ainda mais, a linguagem corporal deles não revela os seus sentimentos da mesma forma que a linguagem corporal do cachorro revela.

Por esses motivos, gatos as vezes são conhecidos como animais que não se importam com os donos. A verdade é que, apesar de suas demonstrações físicas de amor em relação a seus donos serem mais tímidas e sutis do que as dos cães, alguns sinais apontam que o gato é absolutamente apaixonado pelo dono e fica muito feliz ao vê-lo chegar em casa.

Um estudo conduzido pela Universidade de Tokyo mostra que gatos podem ignorar o dono e até não obedecer comandos, mas eles reconhecem o dono e entendem o que está sendo pedido deles.


Como o comportamento do gato muda quando ele está perto de você?


Um gato adulto age como um filhote quando está perto do dono.  Ele pede colo, vira de barriga para cima, mia, ronrona, dá mordidinhas de amor e, assim, demonstra carinho.  Isso ocorre somente quando ele está com o dono ou alguém querido, e não com uma pessoa qualquer.

De acordo com a co-autora do estudo Kazutaka Shnizuka “estudos anteriores mostram que gatos evoluíram para se comportarem como filhotes (perto de seus donos) e os humanos tratam os gatos de um jeito similar que tratam bebês.  Para formar tais relacionamentos de pai-filho, o reconhecimento de quem é o dono deve ser importante para o gato.”


Por que gatos não demostram carinho da mesma forma que outros animais?


Gatos não conseguem fisicamente reagir mais amorosamente (em termos de linguagem corporal) por conta de seus instintos.  Na selva, essas demonstrações podem ser vistas como um sinal de vulnerabilidade e assim, atrair predadores.  Então, mesmo em casos em que o gato está doente, ele não demonstrará a sua dor fisicamente.


Como gatos demostram carinho pelos seus donos?


O estudo foi feito dentro das residências dos gatos e tocava sons da voz dos donos dos gatos e de pessoas estranhas.  Quando os gatos escutavam a voz de seus donos, eles mexiam as orelhas e a cabeça na direção da voz.  Ainda mais, as pupilas dos gatos dilatavam, o que em alguns estudos já foi comprovado ser uma reação positiva à estímulos emocionais.

Além de seus donos, os gatos também reagiam positivamente em alguns casos quando já haviam se habituado com a voz de um estranho. Os gatos reconhecem a voz de seus donos e conseguem distinguir a voz de seus donos no meio de outras vozes.  Isso comprova que, mesmo quando eles parecem estar te ignorando, eles estão prestando a atenção e sabem que você está falando com eles.

O estudo revela ainda que os gatos domésticos têm a capacidade de se comunicar com os humanos.  Mesmo pessoas que não convivem com gatos diariamente entendem e conseguem interpretar o que os diversos sons do gato significam. Por fim, eles têm um amor profundo por seus donos, mas demonstram esse amor e carinho de uma forma totalmente diferente das de outros animais. Essa diferença de comportamento com certeza contribuiu para criar um grande mito de que os gatos não estão nem aí para seus donos, enquanto na verdade eles apenas dizem “te amo” de um jeito diferente.

Fonte: Linkanimal